Título de Cidadão Imperatrizense é concedido ao Desembargador Raimundo Cutrim - A CRÍTICA MARANHENSE

Últimas Notícias


segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Título de Cidadão Imperatrizense é concedido ao Desembargador Raimundo Cutrim

 



Nesta terça-feira, 24, a Câmara Municipal realizou entrega do Título de Cidadão Imperatrizense ao desembargador, Raimundo Freire Cutrim, por indicação do vereador e presidente da Casa Legislativa, Alberto Sousa (PDT).  A outorga foi entregue ao representante do desembargador, o sobrinho, juiz de direito, Marcio Cutrim e faz parte das atribuições dos parlamentares, de acordo com o Regimento Interno.

Nascido em Olinda Nova, Maranhão, Raimundo Cutrim concluiu o curso de direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e entrou para a magistratura como juiz de Santa Luzia, em 1982, até chegar ao cargo de desembargador.

Promovido posteriormente para Itapecuru e Imperatriz, onde atuou por vários anos, ajudou na construção da 2ª maior cidade do Maranhão, na década de 80. É responsável por implementar ações importantes para a justiça do Estado, como a inauguração da Vara Especial de Combate à Violência Doméstica e a implementação do posto avançado da Vara da Infância na Ponta da Espera.

Também apresentou projeto contra as fraudes na Previdência, assim como fez parte da implementação das Varas da Infância e Juventude e a Especial de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, da Comarca de Imperatriz, entre tantos outros legados.

O juiz de direito, Márcio Cutrim, ao agradecer pela homenagem concedida ao tio, reforçou os princípios e crenças do desembargador e que o conduziram durante toda a trajetória no judiciário do Estado. E, na Tribuna, leu o discurso proferido por Raimundo Cutrim, que esteve impossibilitado de se fazer presente no evento.

“ Quero dizer da minha eterna gratidão pelo título que me foi conferido. Pontuo que de muito tempo, já concebi o que é ser um cidadão Imperatrizense, e sendo tocado por esse vital sentimento, quero saudar a todos indistintamente com palavras que traduzem a gratidão que me invade nesse momento”, diz um trecho da mensagem do desembargador.

Também sobrinho, o desembargador José Ribamar Froz Sobrinho agradeceu ao carinho dos vereadores para com Raimundo Cutrim e externou a felicidade da família com o feito.

“ É um reconhecimento merecido que essa Casa presta ao nosso tio Raimundo Cutrim que tanto fez pelos cidadãos de Imperatriz e do Maranhão pelos feitos

 que deixou na sua trajetória no judiciário, ” disse o também desembargador Froz Sobrinho.

No encerramento, o presidente Alberto Sousa afirmou o respeito ao judiciário e explanou sobre os momentos difíceis que a Casa Legislativa passou, mas ressaltou as ações que estão sendo desenvolvidas para garantir um trabalho de harmonia entre os poderes.

“Essa honraria é uma nova oportunidade para que possamos reforçar o nosso respeito com o judiciário, para que sigamos trabalhando para que a Câmara siga de cabeça erguida perante a sociedade. Quando conheci a história do nosso desembargador, lembrei do meu pai, que mesmo sendo da roça, sem saber escrever, nos ensinou o que realmente tem valor na vida: a humildade no tratar com as pessoas ”, disse Alberto Sousa que presenteou o homenageado com obras literárias de autores Imperatrizenses.

Na solenidade, o vereador Fábio Hernandez (PP), aproveitou a ocasião para realizar a entrega de uma Moção de Aplausos, aprovada em junho, ao corregedor-geral da Justiça do Maranhão, desembargador Paulo Velten, pelo relevante trabalho desempenhado no Núcleo de Regularização Fundiária Rural e Urbana que tem tratado da regularização fundiária da região do Matopiba.

Trajetória

Antes de assumir como desembargador, Cutrim passou pelo município de Codó e São Luís, onde progrediu por merecimento ao cargo, em 1997. Em 30 anos de carreira no judiciária, foi eleito Corregedor para o Tribunal de Justiça em 2006, eleito presidente do Tribunal de Justiça do Estado em 2008, reeleito presidente do Tribunal de Justiça do estado em 2009 e eleito presidente do Tribunal Regional Eleitoral em 2010.

Também estiveram presentes no evento a diretora do Fórum de Imperatriz, Ana Beatriz Maia, o desembargador José de Ribamar Froz Sobrinho, o corregedor Desembargador Paulo Velten, Nilo Ribeiro, juiz auxiliar da corregedoria e o juiz Joaquim da Silva Filho.

Post Bottom Ad